zara

eu e essa minha urgência, feitas do mesmo banzo:
levantar madrugada ao meio sem saber em que lugar,
mesmo na cama própria. é que o sonho… sonho o sonho

o sonho foi tão real; que

o longe… tão longe longe, lugar sonhado…; que o tempo é o
tempo ê tempo zara tempo,

sara, tempo?

Padrão

lisura

ou tudo em mim ser crespo frente tua
lisura:
nome-eu,
caridade fingida
de liberdade inventada,
se contrai na rua-tua (e até
nela o sobrenome é herdeiro!).
você-olhos, y me tocam:
numa fome, uma fome
um banquete eu faz
ia pressa sua

fome

(de

mim)

eu-olhos idem
febre fome des
tempero te lambia
a cintura, tua cintura,

elipso-

idal:

quase es
cura
quas ro
liça
quase te
mordo
de leve só
de beiço só

serve?

se é que
podia querer
quase bejo, nem
bejo mesmo, mais
labiar suas peles, só
(sem os molares duros
da clandestinidade os olh
ares afiados do decoro s
a(n)grado o comprom
isso!,) você:dedos
e todos pr a
néis já po
usados

(eu

só)

então não, saia,
se saia você-bejos
alados pousam eu pes
coço arrepio além,
y de te passear
clavícula des
manchei toda no
banco do carro, meu
deus!, reinvenção do mar
desaguaço mas no
banco do
carro!??,

de só

te encostar

clavícula (quase

ombro), você-

mãos:

me rodeia em arredio
não pousa pernas-eu, não

pára, aquém
lado seco você
mesmo banco do

carro? areia toda
praia un recuerdo dos
desertos de desterros eu es
corro banco a maciez ante
via pele-eu de
você-mãos,

queria,

mas gêmeos você,
oco de segredos
alheios: a
criptografia
da floresta, a
astrologia da ressurreição,

a mão que se quase
me toca
se volta e se pousa
no banco
do carro,

tangencial,

maciez

quase-mãos-você-em-pernas-eu,

mas quase
e nada
é a mesma coisa,
quase.

então,

não:

se

saia, e tire

olhos-fome-você

de cima

de mim.

Padrão

se

sobre um cara que te passou doença no meio da rua e a mulher que quase levou minha crença quando partiu (e meu coração) no meio do tempo:

sentindo falta dum amor que não tive com gente que quase tive
(e crente que quase me teve)
sentindo a forma duma dor mais velha que as parede (e quase
tão cariada) dum sobrado da são salvador
sentindo a força dum agô mais longe que a ideia de ocidente
(essa que quase – quase – civiliza a gente) que a índole
do oceano que um ícone

desse engano

um acidente difuso
visual desigual
(ela me via
cores,

sem

graus)

daquilo que não me representa nem me espelha mas me
perimetra,
continente. sentindo a fala na espreita entre o palato e o dente
sentindo o silêncio na pele dormente, no desejo que finge e nunca
mente: uma febre é uma febre é uma febre é uma febre: malária. terçã. zyka. paixã-

ou reza(, “a menina é pagã”, a mãe disse ela disse, e que quase era amor quem socou sua boca em flor)),

e a noite é o avesso espesso da manhã mas igualmente brilhante,

lembre

se.

Padrão

841

841 (lauro de freitas não é vilas do atlântico)

peguei seu ônibus
preferido
te mandei um beijo
no vento
guardei seu dendê
no meio das coxa

(era a curva equidistante quando a noite come o dia atrás do mar,
em cima da ilha de itaparica)

peguei seu ônibus
na curva
te mandei um beijo
no meio das coxa
guardei seu dendê
preferido

(era o vento equilibrante quando a noite cobre o dia atrás do mar,
em cima da ilha de itaparica)

guardei seu beijo
preferido
te perdi no meio das coxa
(ou no ônibus)

o vento cheira dendê,
saudade (y

y carnaval)

na bahia

 
 
 
 
[bruna]

Padrão

cuia

tempero um poema a tua cara
engulo seco no silêncio que tu me deu
ceia de dezembro numa cuia de amargura
c comia com farinha meu adeus que nunca leu?
“assinado

_____

com amor,
mas sem ternura”
Padrão

“seu coração é uma ilha, a milhares de milhas daqui”

diz pro moço das trilhas que

se ela foi não me disse nada
só que ia ligar no fim daquela semana passada

mas não ligou:

nem no fim daquela semana
nem no fim daquele mês
nem no fim do ano

(doeu que nem fim do mundo
aqui dentro)

diz pra ele que ela

transoceânica

se reinventou diáspora anti-colonial

sumiu na milha avessa do pedro fulano de tal,

partiu daqui onde a luz natural não parece cinema,

donde um afeto efetivo não vale mais que um poema y

ter cuidado com meu coração machucado foi um grande dilema

pro coração machucado dela. diz pra ele que ela

evadiu pra

travessar o mar,
aérea
lev
iana que
nem… “uma pena”
deixando na minha boca um arranhado leve de

areia

Padrão