todosnomes

raíces y rotas (ou “todos nomes de deus”):

dialgum lugar da exuzilhada entr açaí púrpura grená
y um sebastiânico marrom-esroxeado
foi que eu vim;

& no meio dum hiato transatlântico
diastema nostálgica do
embargo tectônico
foi que eu quase
quase quase me perdi;

em busca do naufrágio supersônico
que (d)eu(s) me livra(i)sse desse
ranço pós-mestiço (que
o pânico catiço desse
um pau no lastro heurístico)

esse ex-fado laico-pai-nosso
deles nos bas tarda mas não falha,
y navalha, y navalha, valha-me meu
santo-ex/tado-de-ex/pírito tão aquém
desses vício em amém)

eu vi:

do apométrico em
mefafísico
de algo herético al
goritmico in
quisitorial ar
dente ao al
corão al
dente não basta mono
-temático
-teológico
tem que latifundiar

a fé (sem um vento, afefé,
uma lufada, lufã, ou sipá me ouve
tupã, quiçá boitatá ou bessen), tamb
ém
hein
sem
feng-shui de templos ou umbrais
pero cá
nas
bandas equatoriais há um
bandas ancestrais; me traz
uma ma
cumba y una buen
cumbia quifas meu Sahashara
se d i z Orí e n t a r (s)in paz (do chuí

ao saara,
adelante
y de atras

são todos pontos
cardiopatas cardinais
da mesma Sé
ara | se
para —

que religare que nada
— os ohmens
dos reles i-
mort-
ais)

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s