mousse

bati… fiquei batendo aqui, cupuaçu em mousse
pra fingir “você é doce”, mas da tal da tua doçura
só relembro minha esperança. a carapuça de açúcar
não cai bem nem nessa fruta, e não me iluda: negrume
é negrume; azedume só uma rima, entre/tanto (im)possível.
e tome bem cuidado o coração, menina, e ai se eu tinha lembrado
e te dado esse conselho antes desse gume azedo me partir o coração,

menina, e

ai se eu tinha
te lembrado que
fruta madura num m
atura cedo,
e doce dela verde é sempre
arremedo do gosto certeiro, ou

mei “de vez”, e

ai…

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s