“cada ser tem sonhos a sua maneira”

se eu fosse uma grande poeta escrevia em homenagem ao templo
do seu corpo que
abençoa e’uma prece
ao templo do seu cheiro que
transborda e’um riacho ao tempo
de todo cansaço essa força sem
pressa nenhuma promessa
toda resolução

se fosse uma grande poeta eu recitava de cor os versos que escuro só sussurra no ouvido das peles mais
macias
y sedentas do mundo
na beira da borda da zona sul
de mato verde sustentando o mito cinza da cidade sem coração

mas meu pulmão num é dado a decorações
assim que, num mergulho da sua fundura,
as palavras me ficam todas

surdas.

tudo bem:

desejo é o grande sinalizante dos corpos,

amém!

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s