prenda minha

rastreada na fé,
achada no faro,
pêga no laço.

alma roubada da perdição amém y salva num afã:
rude genealogia colonial do amor

amuja mão-pintada na foto prêmio de presa pagã
bugre valentia moldurada ao avô

“quando foi de madrugada, prenda minha
foi-se embora e me deixou”

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s