máquina

amor umáquina do tempo:

hoje encontrei su sonrísa
na indistância a-trans
ponível do sonho

no que dia desvestia as
camadas embaçadas de tantos
ontens,

tateando o amanhã com
roupa alguma além dainda
mais escura umidez de sua
pele,

eu levantei
te sorri de volta no de
pois dos anos que já vão
acordar.

“yo quisiera ser la brisa para batir tus cabellos la mar
las olas de la mar
y meterme dentro dellos para escuchar tu sonrísa la mar
las olas de la mar”

(tempo é uma máquina de amor)

time a love-machine:

to
day i met your laugh athe
impassible undistan
ce of dreamin

as this day se unlaced
out of everyesterday cloudy lay
ers,

reaching tomorrow clothing nada
but her own even darkest
moist of skin,

i woke up
n’ smiled you backfor
ward in years yet to come

“ser la brisa para batir tus cabellos la mar,
las olas de la mar,
y meterme dentro dellos para escuchar tu
sonrísa la mar,
las olas de la mar”

(love’s a time machine)

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s