mira

palavra-gume que nem corte de navalha
estraçalha lei que diz negrume serventia
eu piro muito com batalha de poesia
mas quem me move mesmo é poesia de batalha

tua singeleza pai-herdada, tão palavra!, alenta o povo
cansado & resistente que te inspira.
mas quando o povo preto cansa de ser alvo

sim
a mira
vira.
 
 
 
[nêgopreto, sua rima
mins-pira!]

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s