gracias

& leveza…

um tipo de leveza que eu sempre quis experimentar com esse corpo

que gravidade me pesa é nos ombros chega afundados de carregar esse par de…
peitos de mamilos escuros

chega de alças

que gravidade faz é se aproveitar da leveza de ar pra se
pronunciar

y leveza,

com esse corpo já testei muito tipo de leveza
de dentro, de fora, de fora de corpo, de “alma”

(“chama ‘alma’ agora?”, você ria)

de toda vez que consigo essa
leveza

é melhor quando vem mergulhada
em água:
de chuva
de poço
de lágrima de mar
de gozo

(como quando eu te levava lá
meu dentro
cê me carregava de dentro pra fora
y eu me lavava

onde sua terra vasta se fez casa desses meus mamilos largos

gracias, então,

que eu nunca que tinha sabido tanto prazer possível nesses peitos caídos
parecidos balões
boiando nágua cheios de

leveza)

[que precisa de um pouco de gravidade pra saber como ela age
04 de maio de 2015]

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s