nuvem

dura
eu
não posso chorar,
nem vou

dureza sente
algo lá dentro
quebrar

algoz

partir derrepente-
mente
é sentir

sem voz

a volta atolar
a tola bradar
o brado durar

eu dura
não posso nem vou
chorar

[lá no céu de revoada escura,
carregada, cinzentada,
partida de trovoada,
não quer nem vai
chuviar]

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s