frame

um quadrado pequeno de vidro numa porta moldura um repente de passagem, um rosto, que parece me lembrar de alguém que um dia conheci, com quem vivi, ou que só vi?
essa é a forma de saudade ir largando cada dia, ano, década mais, de ser um sentimento por dentro pra se tornar uma presença fantasmática, um documental de ausências.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s