lama

eu queria ter que dormir por dias y horas
pra entender como é que fui parar tão cansada
eu iria ter que dormir como uma pedra
não seixo elegante, flutuante, na deriva de águas macias do rio
mas pedra de lodo e sol cravada no leito molhado do rio
pedra coberta de limo e de água que tão tanto que espera e tanto que teme estiagem,
quando água de rio enrasa e sol vai direto em pele de pedra deitada em fundo de rio
sem a proteção da massa densa pesada de água molhada que corta cada dedo de sol em pedacículos de cores chegando em pele de musgo de pedra de fundo de rio
y terra
terra pra sonhar
terra de lama de fundo de rio que é cama em que pedra tá
pra dormir
y sonhar
descansar

“por eras y horas pra entender como é que foi parar tão cans…” etc.

9jul013

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s